AgronegóciosDestaquesMato Grosso do Sul

Importante parceiro comercial, MS vê com otimismo resultado das eleições dos EUA

De acordo com o titular da pasta, Jaime Verruck, o fortalecimento do setor produtivo nos últimos anos faz com que o Estado mantenha espaço de negociação com o novo estilo de Governo.

MS exportou, só nos últimos nove meses de 2020, três vezes mais dos EUA do que o comprou do mercado norte-americano. Durante os últimos dias o mundo inteiro acompanhou, passo a passo, o andamento das eleições dos Estados Unidos. Com a vitória do candidato Democrata, Joe Biden, um novo cenário se desenha para a comercialização em todo o Mundo.

Como o país é grande parceiro comercial de Mato Grosso do Sul, para a Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura) é importante a permanência da relação de compra e venda com o país norte-americano.

De acordo com o titular da pasta, Jaime Verruck, o fortalecimento do setor produtivo nos últimos anos faz com que o Estado mantenha espaço de negociação com o novo estilo de Governo.

“Deve prevalecer entre ambos países um interesse coletivo nacional em detrimento do interesse coletivo internacional. Em relação ao Biden, a primeira coisa que devemos tomar em conta é a questão ambiental, uma vez que ele tem colocado que ele vai retornar ao Acordo de Paris, remodelando esse acordo no mundo no momento em que os Estados Unidos entra, tendo uma nova discussão sobre isso”.

Ainda sobre a questão ambiental, Verruck pondera: “Por outro lado, Biden anunciou apoio, inclusive financeiro, no que se refere ao desmatamento ilegal e outras ações. Pode haver uma linha mais negocial do EUA com o mundo e Brasil poderá se beneficiar com isso”.

Na avaliação do secretário o Estado deve continuar e até mesmo ampliar negociações com os EUA. “Mato Grosso do Sul com os Estados Unidos tem espaço nas vendas de carne bovina e na tilápia somos os principais exportadores e os Estados Unidos nosso principal mercado, então a nossa expectativa é de ampliar as vendas.

somos os principais exportadores de tilápia dos EUA, diz Verruck

Como na questão ambiental somos um Estado Carbono Neutro, nossa política estadual já está vinculada ao Acordo de Paris”.

Segundo os dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, de janeiro a setembro deste ano, as exportações de produtos de Mato Grosso do Sul para os Estados Unidos renderam uma receita de US$ 187,2 milhões de dólares, sendo o terceiro principal destino das nossas exportações.

Os principais produtos que durante esse período negociamos com os Estados Unidos, foram: Pasta química de madeira de não conífera, à soda ou sulfato, semibranqueada ou branqueada; Carnes de bovino, desossadas, congeladas e Filés de tilapias (frescos, refrigerados ou congelados).

Mato Grosso do Sul é o maior exportador de tilápias no país. O resultado deste cenário em Mato Grosso do Sul é decorrente da política de atração de investimentos implantada pelo Governo do Estado, por meio da Semagro. “Desde 2015 trabalhamos no estímulo à produção, industrialização e a exportação de peixes, principalmente a tilápia. Neste ano, a pandemia teve um impacto significativo, mas o setor estabeleceu protocolo de biossegurança, fez investimentos para modernizar e manter sua produção”, comenta Verruck.

Exportações do peixe saem do frigorífico instalado em Selvíria

No mesmo período, Mato Grosso do Sul desembolsou US$ 67,9 milhões para aquisição de produtos oriundos dos Estados Unidos, o quarto maior fornecedor internacional para o Estado. Os três maiores tipos de aquisição são referentes à produção agrícola: Diidrogeno-ortofosfato de amônio, inclusive misturas com hidrogeno-ortofosfato de diamônio; Outros adubos ou fertilizantes minerais ou químicos contendo nitrogênio e fósforo e Hidróxido de sódio (soda cáustica) em solução aquosa.

 

Fonte Semagro.

Redação Gdsnews.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar