FixoInternacionalPolítica

Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos

Após prestar juramente em frente ao Capitólio dos EUA, Biden pediu união para derrotar o extremismo e restaurar a alma americana.

O democrata Joe Biden, de 78 anos, tomou posse nesta quarta-feira (20) como o 46º presidente dos Estados Unidos, sucedendo o republicano Donald Trump. Em seu discurso inaugural, o democrata pediu união para derrotar o extremismo e restaurar a alma americana.

 “Temos que nos unir para enfrentar nossos inimigos: raiva, ódio, extremismo, violência, doença, desemprego e desesperança”, disse o presidente. “Com união, podemos fazer grandes coisas, coisas importantes.”

Presidente Joe Biden faz o juramento ao tomar posse nos EUA em 20 de janeiro de 2021 — Foto: Saul Loeb/Pool/AP

 “Eu sei que falar de unidade pode soar para alguns como uma fantasia tola nos dias de hoje”, disse Biden. “Sei que as forças que nos dividem são profundas e reais, e também sei que não são novas.”

 “Aprendemos novamente que a democracia é preciosa”, disse o presidente. “E agora, meus amigos, a democracia prevaleceu.”

O presidente dos EUA, Joe Biden, fala durante sua posse como 46º presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20)   — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

O presidente dos EUA, Joe Biden, fala durante sua posse como 46º presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20)   — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

O presidente dos EUA, Joe Biden, fala durante sua posse como 46º presidente dos Estados Unidos na Frente Oeste do Capitólio dos EUA, em Washington, nesta quarta (20) — Foto: Kevin Lamarque/Reuters

 O presidente citou também os efeitos da pandemia do novo coronavírus, que tirou a vida de milhares de americanos e afetou a economia, e as mudanças climáticas como desafios da sua administração. Além disso, ele reforçou que é importante que os EUA garantam a igualdade entre as pessoas.

 Pouco antes, a vice-presidente Kamala Harris foi empossada como a primeira mulher a ocupar o cargo na história dos EUA. “Não me digam que as coisas não podem mudar”, disse Biden.

 Biden também usou seu discurso para fazer uma promessa à comunidade internacional, depois de quatro anos da agenda America First (América em primeiro lugar, em português), do governo Trump.

 “Vamos restaurar nossas alianças e nos reunir com o mundo novamente, não para enfrentar os desafios de ontem, mas os de hoje e de amanhã”, disse o presidente.

 Ausência notada

Trump não participou da cerimônia de posse e deixou a Casa Branca na manhã desta quarta. Ele passou mais de dois meses questionando a vitória de Biden nas eleições de 3 de novembro.

 Durante o discurso, o 46º presidente saudou os seus antecessores, presentes na cerimônia: Bill Clinton, George W. Bush e Barack Obama. Ele agradeceu também ao vice de Trump, Mike Pence, evidenciando a ausência do seu antecessor.

 O democrata venceu as eleições de novembro com ampla maioria dos votos: foram 306 votos eleitorais contra 232 do seu adversário.

 No início de janeiro, o Congresso americano teve que interromper a contagem oficial dos votos do Colégio Eleitoral porque extremistas apoiadores de Trump invadiram a sede do legislativo.

 Domo do Capitólio dos EUA é visto a partir da instalação das bandeiras no Passeio Nacional, em Washington, em 20 de janeiro de 2021 — Foto: Julio Cortez/AP

Domo do Capitólio dos EUA é visto a partir da instalação das bandeiras no Passeio Nacional, em Washington, em 20 de janeiro de 2021 — Foto: Julio Cortez/AP

Domo do Capitólio dos EUA é visto a partir da instalação das bandeiras no Passeio Nacional, em Washington, em 20 de janeiro de 2021 — Foto: Julio Cortez/AP

 Dia da posse

Antes de tomar posse, Biden começou a quarta-feira participando de uma cerimônia religiosa na Catedral de São Mateus Apóstolo, sede da arquidiocese de Washington. Ele esteve acompanhado de sua esposa Jill, da vice Kamala Harris e do primeiro-cavalheiro, Douglas Emhoff.

 Muitos dos ex-presidentes americanos, de tradição protestante, escolhem ir à Igreja Episcopal de São João no dia da posse, o que rendeu a ela o apelido de “Igreja dos Presidentes”. No entanto, como Biden é católico – o segundo na história dos EUA a assumir a presidência –, ele escolheu ir à catedral.

 Despedida de Trump

O presidente do Donald Trump, deixou a Casa Branca na manhã desta quarta e embarcou para seu resort Mar-a-Lago, na Flórida, onde passará a morar a partir de então.

 Em um discurso de despedida, na Base Andrews, da Força Aérea americana, Trump não mencionou em nenhum momento o nome de Joe Biden.

 Suas últimas palavras foram as seguintes: “Tenham uma boa vida. Nós nos veremos em breve”.

Trump discursa pela última vez como presidente em base aérea de Maryland, próxima a Washington, antes e embarcar para Flórida em 20 de janeiro de 2021 — Foto: Manuel Balce Ceneta/AP

Trump discursa pela última vez como presidente em base aérea de Maryland, próxima a Washington, antes e embarcar para Flórida em 20 de janeiro de 2021 — Foto: Manuel Balce Ceneta/AP

 

Fonte G1.

Redação Gdsnews.

 

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar