EsporteFutebolMundo

Liverpool x Flamengo: Decisão do Mundial de Clubes começa às 14h30 (de Brasília). Reedição da final de 1981 terá o Rubro-Negro completo, contra os Reds levemente desfalcados

É dia de Flamengo x Liverpool, final do Mundial de Clubes. Já ficou marcado na história.

Rubro-negro, bom dia! Não, você não está na máquina do tempo, mas é como se fosse. O sábado tem cara de dezembro de 1981. E as histórias que seus pais e avós contaram ao longo de décadas agora também é sua. É dia de Flamengo x Liverpool, final do Mundial de Clubes. Já ficou marcado na história.

 

A escalação que entra em campo às 14h30 (de Brasília), no Estádio Internacional Khalifa, em Doha, no Catar, será aquela que fomenta os seus sonhos. Raul virou Diego Alves; Leandro/Rafinha; Marinho e Mozer/Rodrigo Caio e Marí; Junior/Filipe Luis. Quem vai te convencer que Gerson não é a versão atualizada de Adílio? Arão/Andrade; Everton Ribeiro/Tita.

 

Gabigol é danado como aquele João artilheiro das decisões. A 9 de Nunes é envergada por quem tem cheiro de gol. Lico vê Bruno Henrique atingir outro patamar ao lado de Arrascaeta. Zico é um caso à parte, onipresente, de todas as gerações, e do Japão abençoa a história escrita em Doha.

 

No comando da máquina do tempo, Jorge Jesus leva 42 milhões de volta para o futuro. Um futuro prometido, esperado, e melhor do que imaginado. Rubro-Negros de todas as gerações: sim, é final de Mundial. É Flamengo x Liverpool. De novo! A história que vocês vão contar daqui em diante.

 

Curiosidade: pela quarta vez uma final de Mundial vai se repetir. Já havia acontecido entre Peñarol (Uruguai) e Real Madrid (Espanha) em 1960 e 1966; entre Independiente (Argentina) e Inter de Milão (Itália) em 1964 e 1965; e entre Boca Juniors (Argentina) e Milan (Itália) em 2003 e 2007. Dos três confrontos, apenas a Inter ganhou os dois títulos. Será que o Flamengo repete o feito?

 

 

Flamengo – Técnico: Jorge Jesus

O Flamengo encerra o batizado “ano mágico” para transformar 2019 na temporada mais vitoriosa de sua história. Nem em 81 o clube conquistou quatro títulos e em todas as esferas. E para buscar tal feito, Jorge Jesus terá força máxima.

 

Sem problemas de lesão ou suspensão, o Flamengo entra em campo com Diego Alves, Rafinha, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabriel. Escalação que o torcedor já tem na ponta da língua.

 

Será a 74ª partida oficial do Rubro-Negro na temporada, e o equilíbrio técnico e tático será determinante para evitar que o desgaste se torne problema. Campeão carioca, brasileiro e sul-americano, o Flamengo pede o mundo de novo.

 

Quem está fora: ninguém

Liverpool – Técnico: Jürgen Klopp

Qual o tamanho do interesse do Liverpool no Mundial de Clubes? Ele pode ser medido no esforço da equipe para estar no Catar em meio a uma maratona de jogos decisivos entre o final de novembro e dezembro. E na provável escalação para a final deste sábado.

 

Em recuperação de lesão muscular, o volante Wijnaldum não deve jogar. Desfalque na semifinal por uma doença não informada, o zagueiro Van Dijk treinou normalmente e tende a voltar. Klopp não deve poupar nenhum jogador que esteja disponível. A escalação: Alisson; Alexander-Arnold, Joe Gomez, Van Dijk, Robertson; Henderson, Keita e Milner; Salah, Firmino e Mané.

 

 

Será a 10ª partida oficial do Liverpool em um intervalo de menos de 30 dias – o compromisso contra o Aston Villa no último dia 17, pela Copa da Liga Inglesa, foi com um time sub-23.

 

Quem está fora: Fabinho, Lovren e Matip (machucados)

 

O árbitro é Abdulrahman Al Jassim, do Catar. O juiz será auxiliado pelos conterrâneos Taleb Al Marri e Saoud Almaqaleh. O confronto deste sábado será a partida mais relevante da carreira de Abdulrahman, que tem experiência basicamente em jogos entre clubes ou seleções na Ásia. O árbitro de vídeo será Juan Martínez Munuera (Espanha).

 

Fonte Globoesporte.

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close