Ação CriminosaDestaquesFronteiraPolícia

Um brasileiro e dois paraguaios são presos por pistolagem na fronteira

Os três foram presos em Pedro Juan Caballero, suspeitos pelo assassinato de ex-funcionário de narcotraficante

Três homens acusados de crime de pistolagem foram presos na madrugada desta quarta-feira (30) em Pedro Juan Caballero, cidade vizinha de Ponta Porã, a 323 km de Campo Grande. O brasileiro Jeferson Alves dos Santos e os paraguaios José Luis González Medina e Pedro Gabriel Riquelme Marin foram apontados como principais suspeitos pelo assassinato de Alexander Michel Robles, 30, ocorrido na cidade paraguaia no dia 24 deste mês.

 

Os três foram presos em uma casa localizada no bairro Bernardino Caballero, onde policiais do Departamento de Investigações da Polícia Nacional e a promotora de Justiça Camila Rojas cumpriram o mandado de busca e apreensão determinado pela juíza Penal de Garantias Sady López Sanabria.

 

Na casa, os policiais apreenderam uma moto Kenton, roupas, óculos, cartuchos deflagrados de calibre 9 milímetros, memória externa de circuito fechado de TV, receptor de freqüência e dois celulares.

 

O paraguaio Alexander Robles seria ligado ao narcotraficante brasileiro Levi Adriani Felício, 52, preso no dia 14 deste mês em Asunción acusado de ser o principal fornecedor de drogas e armas para o PCC (Primeiro Comando da Capital) e Comando Vermelho.

 

Alexander estava com a mudança pronta para deixar a cidade quando os pistoleiros chegaram à casa onde ele morava, na tarde de quinta-feira passada, e o mataram a tiros.

 

Câmeras de segurança instaladas em frente ao local gravaram dois homens de moto chegando e o garupa disparando os tiros. Os três presos foram levados para a sede da Polícia Nacional em Pedro Juan Caballero.

 

 

Fonte Ponta Porã Informa.

 

 

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close